Banda Filarmónica


Banda Filarmónica de Fátima Os seus elementos começam a chegar para mais um ensaio. É sexta-feira e passa pouco das 19h00. Os instrumentos vão saindo das caixas e, aos poucos, o som vai alternando entre sopros e pausas, afinações e preparação.
Alguns dos elementos que constituem esta banda nunca aprenderam Música e esta é a primeira abordagem que fazem ao instrumento de que gostam ou que lhes foi sugerido pelo Maestro João Neves. “Não importa o grau de conhecimento musical que cada um têm”, afirma o Maestro.
Já pertencem à Banda Filarmónica de Fátima, tem idades compreendidas entre os 7 e os 70,e todos partilham do mesmo objetivo que é “construírem, de facto, a Banda Filarmónica de Fátima, do Conservatório de Música e Artes do Centro”.
“Este é um projeto a médio, longo prazo”, diz João Neves que acrescenta “as bandas tem um processo de aprendizagem, como se fosse uma escola, por isso não é preciso saber música para se iniciar. Aqui, depois de escolhido o instrumento os músicos aprendem como tocá-lo”, reforça o Maestro João Neves.
Iniciou em Outubro de 2018 e mantém as inscrições abertas. Tem já cerca de 20 elementos e criou uma dinâmica até familiar muito interessante. “É quase Música em família, há uma menina que trouxe a mãe e há pais que trazem os seus filhos”, conta João Neves.
Apesar da pouca experiência musical dos seus elementos no ensaio da Banda Filarmónica já se ouvem trechos musicais harmoniosos.
 
“Alguns ainda não sabem ler pautas, mas já estão a tocar uma peça muito simples. O importante é o entusiasmo e a vontade de pertencer e de se sentirem integrados na Banda” refere João Neves.
Os primeiros meses foram de iniciação à Música e só no mês de fevereiro se iniciaram os ensaios com os instrumentos. E entre flautas, clarinetes, saxofones, trompetes, trompa e timbales há sorrisos de descobertas que se fazem a cada instante.
No Conservatório de Música de Fátima, às sextas-feiras, pelas 19h00, o encontro está marcado para estes recém músicos e para quem os quiser acompanhar.
 
“As inscrições estão sempre abertas e todos são bem-vindos, qualquer que seja a idade e os conhecimentos musicais”, está assim feito o convite do Maestro João Neves.
A Banda Filarmónica de Fátima espera consolidar um percurso de aprendizagem e existência e participar, assim que esteja pronta, em concertos, marchas e outras atividades culturais da Região.
 
 


 
 
 
 
 

Fotos